Com baixa umidade do ar, atividade física exige cuidados

  • 26/08/2019
  • 0 Comentário(s)

Com baixa umidade do ar, atividade física exige cuidados

“É uma monstruosidade o que estamos passando. Está demais a situação”. Essas foram as palavras de Eloina Salvatierra, de 55 anos, ao definir os últimos quatro dias em Corumbá. Devido aos focos de incêndios na região e também na Bolívia, a cidade ficou tomada por um “corredor” de fumaça, o que além de prejudicar a qualidade do ar, acaba também inibindo a prática de exercícios físicos ao ar livre.

“A garganta fica seca, o nariz também. A gente respira essa fumaça que com toda certeza faz mal para a saúde”, falou Eloina que mesmo assim não deixou de fazer a sua caminhada. “Tem que fazer para manter a saúde bem, e para isso, temos que ter a consciência de muita hidratação”, falou. Os cuidados não são apenas na hora da caminhada. Dentro de casa, ela faz questão de se prevenir. “Eu procuro sempre molhar a casa, colocar toalhas umedecidas no chão”, mencionou.

O mesmo faz a dona Ivone Reinaldi, de 64 anos, que também não deixou de caminhar neste período de tempo seco. “Você caminha e já sente cansaço. O nariz fica seco, a garganta também. A minha solução é a hidratação sempre, trago comigo a minha garrafinha de água que fica no carro, pois a cada volta eu vou e tomo. O que não podemos é deixar de nos exercitar”, falou dona Ivone.

Anderson Gallo/Diário Corumbaense

Dona Ivone também não deixa de se exercitar e busca se hidratar constantemente

Já Geovanni Freire, que começou a fazer caminhada e também corre todo final de tarde, há cerca de um mês, disse que sentiu uma diferença desde o dia que iniciou a prática de exercícios físicos até agora. “Quando comecei o tempo estava bom, a qualidade do ar era melhor e isso dava mais resistência, mas com esse tempo seco e com essa fumaça, exige mais da gente que faz exercícios físicos, pois o cansaço chega mais rápido e com essa fumaça o nariz fica seco, a garganta coça de tanta secura. Para driblar a situação, a hidratação é indispensável, tomo água, suco e também coloco uma boa música para dar mais resistência na hora de correr”, destacou.

Corumbá registrou nos últimos dias umidade relativa do ar em torno dos 20%, causando estado de atenção. O ideal, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), é que ela varie entre 50% e 80%.

Dicas para “driblar” o tempo seco e a fumaça

Perigos

Anderson Gallo/Diário Corumbaense

Adeptos de exercícios físicos devem ter atenção com os cuidados antes de qualquer prática

Dentre os problemas que podem ocorrer com a prática de exercícios físicos durante o tempo seco, estão: complicações alérgicas, sangramento pelas narinas, ressecamento da pele, irritação dos olhos, sensação de garganta seca, cansaço precoce e excessivo para uma intensidade de exercício normalmente bem tolerada em condições climáticas favoráveis.

Cuide-se

Evite fazer atividades físicas das 10h às 16h.

Procure se hidratar adequadamente. Os especialistas recomendam cerca de 300 a 500 mililitros (ml) de água 30 minutos antes da atividade e 200 a 250 mililitros (ml) a cada 20 minutos.

Aqueles que praticam esportes competitivos de longa duração ao ar livre, como corrida de rua, mountain bike, ciclismo, corrida de aventura e provas de triatlo, devem redobrar a atenção. Esses são esportes de alta demanda energética e metabólica e exigem ainda mais cuidados quando praticados em ambientes secos.

Já as dicas para umidificar o ar são: uma bacia de água ao lado da cama; toalha molhada na cabeceira; aparelho umidificador; ventilador de teto ligado no modo exaustor; mantenha o quarto limpo e arejado; vapor do chuveiro para umidificar o ar; plantas em outros cômodos da casa.

0 Comentários


Deixe seu comentário


Aplicativos


Locutor no Ar

AutoDJ

Piloto Automático

Peça Sua Música

Nome:
E-mail:
Seu Pedido:


Top 5

top1
1. Anderson Freire

Raridade

top2
2. Bruna Karla

Advogado Fiel

top3
3. Aline Barros

Casa do pai

top4
4. Anderson Freire

Acalma o meu coração

top5
5. Aline Barros

Ressuscita-me

Anunciantes